LANÇAMENTO | OS ALMEIDA

05/10/2020

Dupla paulista lança o primeiro álbum em 15 anos

 

 

 

Em saudosa outrora de 2005, dois músicos paulistas passavam a se encontrar em São Carlos (SP) para gravar discos inteiros em um só dia, de forma lo-fi e improvisada. André (Pulselooper, Palace Hotel, McQuade) e Daniel (Turba Violenta, Name it Yourself) foram rebatizados como Richard Almeida e Moisés Almeida - as duas cabeças dessa criatura mítica chamada Os Almeida

 

Após diversos singles e EPs temáticos lançados desde o começo, como "Os Almeida Vão ao Cinema Vol. 1", "Uma Noite no Karaokê" e "Os Almeida Vão à Jamaica", a dupla encara os olhos desse monstro chamado Dois Mil e Vinte e o convida para dançar de forma audaz: lançando seu álbum de estréia, após 15 anos, em plena pandemia, à distância.

 

 

 

 

Os Almeida Ficam em Casa traz 13 faixas sem sabor definido, mas muito bem temperado. Se na mesma mesa tem arroz, rabada, pizza, galinhada e tempurá, mas no final da refeição só sobrou palito de dente e guardanapo nos pratos, é porque a cozinha merece palmas. E esse é o caso desse disco: saboreamos desde hip hop e guarânia paraguaia até tecnobrega e R&B de motel, tudo sustentado pela abordagem certeira e irreverente sobre o atual momento do país, como as queimadas na Amazônia e Pantanal e o escândalos das rachadinhas que envolve a família presidencial.

 

E é através dessa temática como pano de fundo que Os Almeida constróem uma crônica não apenas musicalmente plural e interessante, mas necessária; assuntos que são abordados no álbum, como o governo Bolsonaro e sua relação destrutiva com o meio ambiente ("Passa Boi"), a famigerada reunião ministerial de 22 de abril ("The Fresh Prince of Brasília"), o comércio de chocolates de luxo e lavagem de dinheiro ("Marcha do Chocolate") e outros, devem ser discutidos, hoje e para sempre. Seja na música, à distância ou na mesa de jantar entre dobradinhas e estrogonofe.

 

 

Ouça Os Almeida Ficam em Casa

  

Quem escreveu
Azoofa ver mais

Outras matérias e entrevistas